quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Pedindo as contas com estilo

Se é pra pedir as contas, faça com estilo.



Segundo o autor do site http://charges.uol.com.br

"A primeira coisa que pensei quando vi foi: "Hmmm... O que os Max-Gehringers do mundo corporativo diriam disso?"
Aí fui buscar o contexto e achei as explicações do rapaz: Joey trabalhou três anos e meio no hotel Renaissance Providence e, segundo ele, lutou o tempo todo pra melhorar as péssimas condições de trabalho da galera, que enfrentava jornadas de até 12 ou 16 horas começando às cinco e meia da madruga!
O gerente a quem ele vai entregar a carta de demissão, Jared, é - ainda segundo Joey - um dos vários que gritam com os funcionários, os tratam feito lixo e reprimem quaisquer tentativa de organização por melhores condições de trabalho.
Ou seja: o garoto lavou a alma.
Mas o Max talvez dissesse que, de agora em diante, ele só vai ganhar a vida se virar o seu próprio patrão."

Nenhum comentário:

Postar um comentário